Sejam muito bem vindos(as)!

(IMAGEM 1) Em 2005 um olhar desafiador do artista diante de uma montanha de lixo que ficava a
margem do rio onde os animais comiam aqueles dejetos. O olhar artístico transforma aquele
cenário em um lugar de um azul tão reluzente que se confundiu com os animais com
plenitude e a beleza.
(Todas as telas aqui registradas, seguiram sob a orientação do professor Ubirajara
Rodrigues)

A Oficina Portinari – Arte de Ver Manguinhos surgiu em 2004 na favela de Manguinhos com
atividades de desenho e pintura oferecidos á crianças e adolescentes da favela.
Sob inspiração das palavras proferidas pelo pintor brasileiro Candido Portinari. 

“Devemos pintar como sentimos, mas devemos saber pintar o que sentimos”,
“… Saber pintar o que sentimos…” é a eterna proposta de criação, construção e
pertencimento; capaz de produzir sentimentos e reflexões a respeito da beleza sensível e
do fenômeno artístico com um grande potencial para a transformação e o protagonismo.

A metodologia “Arte de Ver” gera um olhar crítico contra a banalização da vida, um olhar de
oportunidades e de possibilidades. O exercício do uso do pincel e o desenvolver noções de cores e tonalidades, traços e
texturas; aumenta a interação dos alunos e sobre tudo o entendimento da simbologia da
figura no plano da arte com relação ao contexto social, cultural;

(IMAGEM 2; A e B) Em 2010 um olhar encantador do artista a partir da vista da Rua Uranos, vista
de uma passarela que hoje não existe mais, transformando em uma linda
paisagem de um rio navegável, cercado por uma planice arborizada, o campo de
futebol Esperança ( na comunidade de Vila Turismo em Manguinhos) e as casas
coloridas da favela complementando esta belíssima ideia.

(IMAGENS 3; A e B)Em 2005 com o resultado da pesquisa sobre o território e a descoberta que a Capela São Daniel foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemayer, gera grande comoção e lutas até os dias de hoje. Os alunos do projeto retrataram a capela cercada pelas casas da favela.

(IMAGENS 4; A, B, C) Em 2019 pesquisando no Google as diversas referências locais. As crianças do
projeto identificavam ,copiavam em pequenas telas e depois pintavam trazendo cor e alegrias.

A: Este panorama da favela mostra dois pontos de referência: a E.M. Albino Souza Cruz( na
entrada da favela) e anova Estação de Manguinhos (trem). O interessante que ambas as referencias estão em vermelho.

B: A Rua Estrada de Manguinhos, é a principal entrada dando acesso para algumas
comunidades de Manguinhos. É uma rua pulsante,com vários serviços e comércios. Claro que
as crianças pintaram esta rua com muita alegria e imaginação.

C: Outra referência foi o campo do Socyte em Manguinhos. Um lugar de esporte e lazer,
assim como o lugar de grandes eventos e ações comunitárias.

(IMAGENS 5) No projeto realizamos diversas atividades de arte, educação e cultura; e
constatamos que nas brincadeiras infantis, o aprendizado se estabelece!
Ludicamente, aprendemos com as trocas, as experiências e as vivências. E isso
levamos para a vida.

Com o sopro e o esforço, somos capazes de impulsionar uma bolha de alegria,diversão e esperança.

Com um traçado embaraçado, juntas consegue-se desembaraçar e sorrir com a conquista.

(IMAGENS 6) Em 2006, o olhar do artista retratou um dos becos em Manguinhos. Um espaço apertado, onde muitas vezes passam apenas uma pessoa. Os sorrisos são distribuídos, as gargalhadas são compartilhadas e o cheiro das comidas que

denunciavam as boas cozinheiras da favela. Mas também, a pouca luminosidade
esconde doenças, dificuldades e em 2021, dias de pandemia , nos remete as tristes histórias provocadas pela pandemia da Covid 19.

O Espaço Casa Viva, agradece!

A nossa exposição virtual também está no instagram! Confira no @exposição.casaviva2021 🙂


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/redeccap/www/wp-includes/functions.php on line 5107

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/redeccap/www/wp-includes/functions.php on line 5107